Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 10/01/2014
  • 22:14

Governo poderá trazer mais médicos cubanos, diz Padilha

Ministro da Saúde ressaltou objetivo de chegar à meta de 13 mil profissionais

Governo poderá trazer mais médicos cubanos | Foto: Samuel Maciel / CP

Governo poderá trazer mais médicos cubanos | Foto: Samuel Maciel / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O ministro da Saúde Alexandre Padilha voltou a afirmar nesta sexta-feira, em São Paulo, que mais médicos cubanos ou de outras nacionalidades poderão ser contratados para o Programa Mais Médicos, caso isso seja necessário, a fim de atingir a meta de 13 mil médicos atuando no programa até abril.

“Se for necessário, nós traremos médicos da cooperação internacional tanto do Ministério da Saúde de Cuba ou outras alternativas, e vamos atingir a meta de 13 mil médicos chegando no Brasil ao fim de março para atuar nos municípios em abril”, disse o ministro.

Para cumprir a meta, Padilha informou que o ministério vai abrir inscrições entre o fim de janeiro e início de fevereiro tanto para profissionais brasileiros como para interessados de outros países. Segundo ele, médicos que estão concluindo o Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) poderão migrar para o Mais Médicos.

“Têm muitos médicos que já atuam no Brasil, dentro do programa do Provab, que termina em fevereiro. Recebemos mensagens de vários desses médicos dizendo que querem continuar no mesmo município e posto de saúde, participando pelo Programa Mais Médicos”, declarou.

Bookmark and Share