Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

12/01/2014 18:53 - Atualizado em 12/01/2014 19:20

Haitianos lembram quatro anos de terremoto que matou 250 mil

Milhares participaram de missas e encontros ecumênicos em todo o país

Milhares participaram de missas e encontros ecumênicos em todo o país<br /><b>Crédito: </b> Porto Príncipe (AFP)
Milhares participaram de missas e encontros ecumênicos em todo o país
Crédito: Porto Príncipe (AFP)
Milhares participaram de missas e encontros ecumênicos em todo o país
Crédito: Porto Príncipe (AFP)

Milhares de haitianos, a maioria vestindo branco, se dirigiua neste domingo para os centros de culto para lembrar o quarto aniversário do terremoto que devastou o país em 12 de janeiro de 2010, deixando mais de 250 mil mortos.
A data foi declarada "dia de comemoração e reflexão" pela presidência da república. Ao longo do dia, "a bandeira nacional ficará a meio mastro, as discotecas e outros locais similares ficarão fechados", anunciou o governo, convocando também as emissoras de TV e rádio a difundir conteúdos de acordo com a ocasião.

"Continuamos neste 12 de janeiro 2014 com sentimentos de profunda inquietação, não só com respeito à capacidade das instituições públicas de responder às demandas sociais, como também por nosso verdadeiro compromisso na política de reconstrução do país", escreveu em mensagem o presidente do Senado haitiano, Dieuseul Simon Desras.

Logo cedo neste domingo, o presidente Michel Martelly, acompanhado da primeira-dama, depositaram uma oferenda de flores na localidade de Saint-Christophe, onde foram enterradas muitas vítimas do terremoto em uma vala comum.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.