Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 13/01/2014
  • 16:44
  • Atualização: 18:49

Tarso deve reformar o secretariado somente em março

Pestana explicou que governador vai esperar mudança até data prevista por legislação

Tarso deve reformar o secretariado somente em março | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini /CP

Tarso deve reformar o secretariado somente em março | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini /CP

  • Comentários
  • Voltaire Porto / Rádio Guaíba

O secretário da Casa Civil, Carlos Pestana, estima que o governador Tarso Genro deva manter o atual secretariado. A reforma no primeiro escalão deve ser empurrada até a data estabelecida como prazo pela legislação eleitoral. "Novos secretários assumiram com a saída do PDT da base aliada, por exemplo, estes vão permanecer nos cargos. Os outros o governador pode definir até o final de março, a partir das decisões de quem pretende disputar as eleições", projetou Pestana.

O próprio secretário quer disputar uma vaga, pelo PT, à Assembleia Legislativa e deve ser herdeiro político do mandato de Raul Pont, da Democracia Socialista, mesma corrente partidária interna de Pestana. Hoje, o governo Tarso soma 26 secretários e os maiores rodízios se deram nas secretarias Geral e do Meio Ambiente. A tendência é de que pelo menos sete secretários abandonem o Executivo na tentativa de garantir um mandato nos Parlamentos estadual ou federal.

O prazo estabelecido como limite para os secretários que querem disputar o eleitorado na próxima campanha é cinco de abril. No Palácio Piratini, apenas no início de março deve haver alguma movimentação para deflagrar o processo de reforma do secretariado.