Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 15/01/2014
  • 18:34
  • Atualização: 18:48

Tarso Genro deve manter o advogado Fausto Loureiro como diretor de Obras

Governador rebateu as críticas do Crea e diz que o importante é alguém qualificado, independente da formação

Tarso Genro diz que Fausto Loureiro possui alta capacidade de gestão | Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini

Tarso Genro diz que Fausto Loureiro possui alta capacidade de gestão | Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini

  • Comentários
  • Voltaire Porto / Rádio Guaíba

Até uma posição formal da Casa Civil, o governador Tarso Genro deve manter a indicação do advogado Fausto Loureiro ao cargo de diretor de Obras Públicas da Secretaria de Obras e Irrigação. O nome foi criticado pela presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS) devido à formação profissional de Fausto. "Vou manter a indicação, o posicionamento do Crea é legítimo, mas corporativo. A nossa questão não é ter um engenheiro, um advogado ou um médico. É ter uma pessoa com alta capacidade de gestão, sobretudo para qualificar a fiscalização”, rebateu Tarso.

• Fausto Loureiro assumirá direção da Secretaria de Obras
• Piratini avalia revogação de decreto para garantir posse de diretor de Obras

O presidente do Crea-RS, Luiz Alcides Capoani, sustenta que a nomeção não pode ser oficializada por ferir duas normas legais que estabelecem, inclusive, a necessidade de o cargo ser ocupado por um profissional da área. Os entraves se referem ao decreto 44.231, de dezembro de 2005. Um dos trechos fala que “o cargo de diretor do Departamento de Obras da Secretaria das Obras Públicas e Saneamento deve ser ocupado por servidor pertencente ao quadro dos funcionários técnicos-científicos, com formação em arquitetura e urbanismo ou engenharia civil".

A Casa Civil examina os questionamentos e, por enquanto, não há posição definitiva sobre o impasse. 

Bookmark and Share