Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 16/01/2014
  • 19:09
  • Atualização: 19:12

Dnit estuda a instalação de redutores de velocidade na Rodovia do Parque

Motoristas dizem haver sinuosidade demais no acesso da BR-448 para a freeway

  • Comentários
  • Cristiano Soares/Rádio Guaíba

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) admite a possibilidade de instalar redutores de velocidade na alça de acesso que liga a BR 448 (Rodovia do Parque) à freeway (BR 290). Segundo o superintendente regional substituto, Delmar Pelegrini, a rodovia foi construída dentro das nomas e regras de trafegabilidade, porém em função do acidente ocorrido hoje no trecho (tombamento de um caminhão) uma atenção maior vai ser dada neste ponto.

Técnicos do Dnit foram enviados durante a tarde ao local, que deve ser monitorado nos próximos dias para verificar se há a necessidade de instalação de redutor. Motoristas dizem haver sinuosidade demais no acesso da BR-448 para a freeway, logo depois da ponte estaiada, no sentido interior-Capital.

Tombamento de carreta foi o primeiro da Rodovia do Parque

Desde o início da tarde, o tombamento de uma carreta, na alça de acesso, deixa uma faixa bloqueada no local, gerando lentidão na altura da ponte estaiada. O veículo uruguaio, carregado de erva-mate, vinha do Vale do Sinos em direção a Porto Alegre. Foi o primeiro tombamento desde que a Rodovia do Parque foi inaugurada, em fim de dezembro.

O motorista, com ferimentos e escoriações nas mãos, foi atendido no local. Parte da carga caiu sobre a FreeWay e alguns condutores, identificados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), tentaram saquear a mercadoria, o que também acabou gerando lentidão. Equipes da Concepa já limparam a pista.

De acordo com a PRF, o tacógrafo do caminhão indicou que a velocidade era de 80km/h. O limite permitido no trecho é de 50km/h.


TAGS » Trânsito, Estradas