Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 21/01/2014
  • 23:04

Viamão pretende romper contrato com a Corsan

Prefeitura sustenta decisão por sucessivos problemas de falta d'água

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Prefeitura de Viamão entrou nesta terça-feira na Justiça para pedir o rompimento do contrato com a Corsan. O anúncio foi feito pelo prefeito Valdir Bonatto, que alega que a decisão acontece após sucessivos problemas de falta de água no município. O prefeito alegou ainda que o documento assinado pelo município e a companhia em 2009 apresenta diversas falhas, como a falta de anuência da Câmara de Vereadores de Viamão e a ausência de um plano de saneamento.

De acordo com o presidente da Corsan, Tarcísio Zimmermann, os problemas de abastecimento em Viamão estão relacionados ao fornecimento de energia de elétrica que prejudicaram a captação nas estações. “Tivemos falta de energia elétrica no Estado que prejudicaram diversos municípios e não somente Viamão”, explicou. Segundo Zimmermann, desde a revisão do contrato em 2009, a companhia investiu R$ 120 milhões em obras de água e esgoto na cidade.

Bookmark and Share