Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 22/01/2014
  • 15:53
  • Atualização: 00:53

Rodoviários da Capital devem decidir nesta quinta sobre greve

Sindicato pretende deflagrar a greve se até amanhã não receber nova proposta salarial

Classe patronal reúne-se hoje à tarde para discutir possibilidade de aumento | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

Classe patronal reúne-se hoje à tarde para discutir possibilidade de aumento | Foto: Paulo Nunes / CP Memória

  • Comentários
  • Lucas Rivas/Rádio Guaíba

O Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre pretende deflagrar a greve da categoria caso não haja o recebimento, até amanhã, de uma proposta salarial da classe patronal. O alerta foi dado pelo presidente da entidade, Júlio Gamaliel, um dia antes da assembleia marcada para avaliar os rumos da categoria. “Se não chegar amanhã um índice ou não mandar nada até a hora da assembleia aí nós vamos deflagrar a greve geral de toda a categoria”, assegurou.

A possibilidade de que as operações-tartaruga se repitam foi descartada para esta quarta-feira pelo dirigente sindical. Enquanto isso, o estado de greve também segue mantido. Os rodoviários já se reuniram com o Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa), porém a classe patronal ofereceu apenas a reposição da inflação e não os 14% de aumento reinvocados pelos trabalhadores.

Um segundo encontro, marcado para as 16h de hoje, trata da possibilidade de melhorar o índice já oferecido. A assembleia dos rodoviários está marcada para as 19h30min de amanhã, no Ginásio Tesourinha.

Em 2013, o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre pediu reajuste de 20% e levou 7,5%, incluindo o índice inflacionário. O aumento real foi de 1,5%.

Por dia, mais de 1,1 milhão o transporte público atende 1,1 milhão de usuários na Capital.

Bookmark and Share