Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 22/01/2014
  • 17:20
  • Atualização: 17:46

Polícia vai indiciar responsável de acidente em Glorinha por três crimes

Homem sequestrou dono de carro e provocou a morte de duas pessoas após colisão na freeway

Acidente no km 51 da freeway deixou dois mortos | Foto:  PRF / Divulgação / CP

Acidente no km 51 da freeway deixou dois mortos | Foto: PRF / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Camila Kila / Rádio Guaíba

O homem que cometeu um sequestro e causou um acidente que deixou dois mortos, na freeway, em Glorinha, no início da semana, deve responder por três crimes. O titular da 2ª DP de Gravataí, o delegado Paulo Prado, pretende finalizar até a próxima semana o inquérito e remetê-lo à Justiça.

 Morre jornalista vítima de acidente na freeway
• Colisão entre dois carros congestiona a freeway
• Três feridos seguem internados após acidente na freeway

O responsável pelo acidente  vai ser indiciado por latrocínio, que é roubo seguido de morte, em razão do falecimento de Mario Raimundo Leyser, de 52 anos, dono do veículo; por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, pelo óbito de Fernanda Hespanhol, de 32 anos; e por tentativa de homicídio com dolo eventual, pelos ferimentos causados a José Daniel Borges, de 35 anos. 

O delegado fala que foi possível chegar aos indiciamentos após ouvir testemunhas e através dos indícios apontados no auto de prisão em flagrante. Ele deve fazer novas oitivas, bem como aguardar os resultados das perícias, que serão anexadas ao processo.

O homem segue internado sob custódia policial no Hospital Vila Nova, na Capital. Ao receber alta, ele deve ser encaminhado ao Presídio Central.

Na manhã de segunda, o criminoso abordou Leyser em frente à empresa de pneus da qual era funcionário, em Gravataí, e assumiu o volante do Citroën Xsara Picasso da vítima. No km 52 da freeway, no sentido Capital-interior, o sequestrador perdeu o controle do carro, capotou e invadiu a pista contrária, colidindo contra um Corsa. Leyser acabou falecendo horas depois no Hospital Cristo Redentor, na Capital.

Fernanda, que tinha três meses de gestação, perdeu o bebê e morreu nessa terça, após ser internada em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição. O marido dela, José Daniel, que conduzia o Corsa, está em estado estável no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas. Ele é jornalista, assim como a esposa.

Bookmark and Share