Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 24/01/2014
  • 07:25

Coreia do Norte pede fim das tensões militares em carta a Seul

País comunista pediu para Coreia do Sul encerrar manobras do exército com os Estados Unidos

  • Comentários
  • AFP

A Coreia do Norte pediu nesta sexta-feira o fim de toda hostilidade com Seul em uma carta aberta à Coreia do Sul enviada por ordem do presidente norte-coreano, Kim Jong-un. "O importante para melhorar as relações entre o Norte e o Sul é tomar uma decisão corajosa com o objetivo de encerrar todas as ações militares hostis", disse a carta da Comissão Nacional de Defesa (CND), principal instituição militar do país comunista.

Na semana passada, a CND fez uma série de propostas que incluíam um apelo à Coreia do Sul para que cancele as manobras militares conjuntas com Estados Unidos, assim como uma moratória na escalada de insultos entre ambos os países. Seul rejeitou as propostas, classificando-as de "falso" exercício de propaganda, e advertiu que Pyongyang poderia estar preparando o terreno para uma nova provocação para deflagrar uma confrontação bilateral. "É lamentável que as autoridades sul-coreanas mantenham uma atitude incorreta e uma posição negativa", declarou a CND em uma carta.

O Sul "não deveria pôr em dúvida (nossa proposta) sem refletir, interpretar mal e rejeitar de forma precipitada nossa séria e sincera proposta", acrescentou. Ainda segundo a CND, Pyongyang não pede que a Coreia do Sul encerre suas manobras comuns, mas que "suspenda seus exercícios focados em uma guerra com apoio de forças externas". O ano passado foi marcado por fortes tensões. A Coreia do Norte ameaçou fazer lançamentos nucleares preventivos, e bombardeiros nucleares americanos passaram a fazer treinamentos no espaço aéreo da península.

Bookmark and Share