Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
15º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/01/2014 07:27 - Atualizado em 24/01/2014 07:52

Maioria dos deputados buscará reeleição no Rio Grande do Sul

Apenas seis parlamentares não tentarão novo mandato na Câmara

Pelo menos sete dos atuais 55 deputados estaduais não disputarão a reeleição à Assembleia Legislativa em outubro. Desses, pelo menos cinco concorrem a uma cadeira na Câmara dos Deputados: Heitor Schuch (PSB), Mano Changes (PP), Carlos Gomes (PRB), Giovani Feltes (PMDB) e Márcio Biolchi (PMDB). Outros dois que deixam o parlamento em 2014, sem previsão de retorno, são Raul Pont (PT) e Elisabete Felice (PSDB). Na Câmara Federal, a situação é semelhante. A maioria dos deputados gaúchos deve concorrer à reeleição, com exceção de seis. Manuela D'Ávila (PC do B) e Enio Bacci (PDT) retornam ao Estado para tentar uma vaga na Assembleia. Vílson Covatti (PP) e Eliseu Padilha (PMDB) afirmam que não irão concorrer. Covatti apoiará a eleição do filho, Luís Antônio Covatti, e Padilha se dedicará à campanha de Michel Temer (PMDB), que deverá concorrer novamente como vice-presidente da República.

Vieira da Cunha (PDT) é outro nome que não disputará a reeleição em Brasília, já que o deputado é o pré-candidato pedetista ao governo do Estado. Já José Stédile (PSB) se dispôs a ocupar a posição de vice em uma composição do partido visando as eleições ao Palácio Piratini. Em segundo plano, o parlamentar mantém aberto a possibilidade à reeleição na Câmara Federal.

Apesar de ainda não ter comunicado oficialmente ao partido, Raul Pont, que está em seu terceiro mandato na Assembleia, já repetiu inúmeras vezes que encerrará sua trajetória de mandatos políticos esse ano. Ele afirma, no entanto, que não se afastará da vida política, mas reduzirá sua atuação à militância. “Ainda não temos um levantamento sobre quem irá concorrer, mas, a princípio, pelas informações que temos, todos os deputados da bancada na Assembleia tentarão a reeleição”, apontou Ari Vanazzi, presidente estadual do PT.

A tucana Elisabete Felice, que assumiu uma cadeira de titular no legislativo gaúcho, em janeiro de 2013, ocupando a vaga deixada por Luciano Azevedo (PPS), que elegeu-se prefeito de Passo Fundo em 2012, não tentará a reeleição. A informação foi confirmada pelo líder do PSDB na Assembleia, deputado Lucas Redecker. “O Sanchotene (Felice) vai concorrer no lugar dela.” Sanchotene é ex-prefeito de Uruguaiana e marido de Elisabete.

Os cinco atuais deputados da bancada do PTB disputarão a reeleição. O secretário estadual do Trabalho e Desenvolvimento, Luís Augusto Lara, deve se desincompatibilizar do cargo para retornar à Assembleia até abril, estando apto a concorrer em outubro. O partido ainda não sabe, no entanto, se ele tentará a vaga no Legislativo ou será o vice da chapa na coligação com o PT na disputa pelo Palácio Piratini. “Em abril, o PTB fará a escolha do vice. O nome do Lara é visto no partido como um dos mais qualificados para o cargo”, afirmou o deputado Ronaldo Santini.

No PDT, os sete deputados devem concorrer à reeleição, somados à Décio Franzen, que assumiu uma vaga de suplente durante o ano de 2013. “O Ciro (Simoni), que voltou à Casa, também vai como estadual”, apontou o presidente Romildo Bolzan Jr.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.