Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 28/01/2014
  • 22:32
  • Atualização: 22:33

Palácios da rainha da Inglaterra precisam de reforma

No Palácio de Buckingham, foram iniciadas obras para retirar o amianto das paredes

Parte do Palácio não recebe reformas há 60 anos | Foto: Carl Court / AFP / CP

Parte do Palácio não recebe reformas há 60 anos | Foto: Carl Court / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Calefação velha, amianto nas paredes, goteiras... Os palácios da rainha da Inglaterra estão em mau estado por falta de manutenção, denunciaram os deputados em um relatório divulgado nesta terça-feira.

No Palácio de Buckingham, em Londres, a residência principal de Elizabeth II, boa parte dos 775 cômodos não
vê uma reforma em 60 anos, segundo o tesoureiro da rainha Alan Reid.

Foram iniciadas obras para retirar o amianto das paredes desse castelo do século XVII, mas a instalação elétrica e a calefação são antigas, com "aquecedores de mais de 60 anos". Isso eleva significativamente a conta de luz, de acordo com o relatório do Comitê de Contas Públicas (PAC, na sigla em inglês).

Um deputado disse ter visto goteiras em uma galeria de pinturas do palácio durante uma visita.

Ao todo, cerca de 40% das propriedades da rainha apresentavam em 2012 um nível inadequado de manutenção,
afirma o documento.

A Casa Real "tem de se ocupar seriamente dos trabalhos de manutenção atrasados", declarou a presidente do
PAC, Margaret Hodge.

Ao mesmo tempo, os legisladores britânicos pediram à Casa Real que reduza os gastos.

No exercício 2012-2013, a Casa Real teve um déficit de 2,3 milhões de libras, depois de gastar 33,3 milhões
de libras.

Bookmark and Share