Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 29/01/2014
  • 10:50

Caminhões voltam à Linha Amarela em horário proibido no Rio

Veículo derrubou passarela e provocou a morte de quatro pessoas no local ontem

  • Comentários
  • AE

Um dia depois de um caminhão que trafegava em horário proibido e derrubou uma passarela de pedestres na Linha Amarela, no Rio, e deixou quatro mortos e cinco feridos, pelo menos duas carretas foram paradas na via expressa por uma viatura da Polícia Militar, no início da manhã desta quarta. O tráfego de caminhões é proibido nos dois sentidos da Linha Amarela das 6h às 10h, e das 17h às 20h, em dias úteis.

Um dos veículos parados pela PM, de uma empresa de mudanças, seguia na pista sentido Ilha do Fundão/UFRJ (zona norte). O outro estava na pista sentido Barra da Tijuca (zona oeste), e carregava cerveja. Imagens feitas pelo helicóptero da TV Globo no início da manhã mostraram vários caminhões trafegando irregularmente pela Linha Amarela.

De acordo com a Lamsa, concessionária que administra a via expressa, cabe ao Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) da PM fiscalizar o tráfego de caminhões no horário proibido. Para isso, o batalhão precisa ser acionado pela própria concessionária. No acidente dessa terça-feira (28), isso não ocorreu porque, segundo a Lamsa, o caminhão percorreu três quilômetros na via em apenas dois minutos, e não houve tempo hábil para acionar o BPVE.

Bookmark and Share