Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 30/01/2014
  • 18:17
  • Atualização: 18:23

Ex-prefeito, vice e empresários de Torres são denunciados por desvio de dinheiro

Grupo obteve recursos ilicitamente com organização do Festival do Balonismo e Réveillon

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

O ex-prefeito de Torres, João Alberto Machado Cardoso, o ex-vice Valmir Daitx Alexandre, e outras sete pessoas foram denunciadas por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato — apropriação ou desvio de valos ou bens — e fraude em licitações. O trabalho é resultado da Operação Money Trail, que investigou desvio de quase meio milhão de reais em recursos públicos no município do litoral Norte.

Também foram denunciados o construtor Ademir Maia Silveira; as filhas dele Patrícia de Bitencourt e Juceli Batista; os funcionários do empresário, Tiago Silva Machado e Otávio Cardoso Nunes; a namorada do ex-vice prefeito Alexandre, Gislaine Lopes Prestes, e o investidor Silvano Santos Bedinot.

A investigação comprovou o desvio de R$ 262 mil da organização do Réveillon de 2011 e outros R$ 182 mil do Festival de Balonismo. Também foi apontado o desvio de recursos - com quantias não especificadas, referentes à construção de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na zona Sul da cidade, com custo total de R$ 432 mil, e de uma Escola Municipal de Educação Infantil, localizada no bairro Campo Bonito, com valor total de R$ 479 mil. Segundo inspeção realizada pela Divisão de Assessoramento Técnico (DAT) do MP, a UBS sequer está em funcionamento.

Conforme o MP, as licitações foram fraudadas com o objetivo de beneficiar a AMS Construtora, da família de Ademir Maia Silveira e da qual o ex-vice prefeito Alexandre é sócio oculto. Como o político não foi eleito no pleito de 2012 os pagamentos foram acelerados para quitação até dezembro do mesmo ano.

Bookmark and Share


TAGS » Política, Torres