Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

  • 03/02/2014
  • 08:09
  • Atualização: 08:18

Coreia do Norte aceita discutir reunião de famílias separadas pela guerra

Uma centena de pessoas espera poder participar

  • Comentários
  • AFP

A Coreia do Norte deu sua aprovação, nesta segunda-feira, para as negociações sobre a organização de novas reuniões de famílias separadas pela guerra. o anúncio foi feito pelo ministério da Unificação sul-coreano. Pyongyang está disposta a participar destas negociações, na quarta ou quinta-feira, na cidade fronteiriça de Panmunjom, onde em 1953 foi assinado o armistício entre as duas Coreias.

"Comemoramos que o Norte tenha finalmente aceitado discutir as reuniões" de família, declarou o porta-voz ministerial, Kim Eui-Do, em um encontro com a imprensa. "Levando-se em conta a urgência, vamos começar os preparativos para permitir estas reuniões o mais rápido possível", acrescentou o funcionário.

Em setembro, Pyongyang cancelou no último minuto as reuniões previstas entre membros de famílias separadas desde a guerra na península asiática (1950-1953), amparando sua negativa na hostilidade de Seul. Estes seriam os primeiros encontros realizados nos últimos três anos. Sob a égide da Cruz Vermelha Internacional, desde 2000 muitos familiares separados puderam compartilhar alguns dias juntos depois de décadas sem se ver.

Cerca de 17 mil0 coreanos, do Sul e do Norte, puderam, desta maneira, abraçar um filho, uma irmã ou um pai, depois de um longo tempo afastados. Não está autorizada a comunicação postal ou telefônica entre os dois países.
Na realidade, milhares de coreanos estavam de um lado ou do outro da fronteira após a guerra, e a maioria morreu sem voltar a encontrar seus parentes.

O número de pessoas que esperam, do lado sul-coreano, para ver seus parentes chega a 71 mil, metade delas com mais de 80 anos. Na semana passada, a Coreia do Sul propôs organizar estas reuniões entre 17 e 21 de fevereiro, que seriam realizadas na estação montanhosa de Kumgang, no Norte. Uma centena de pessoas espera poder participar das mesmas.

Bookmark and Share