Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 03/02/2014
  • 17:14
  • Atualização: 17:21

Cai para 11 mil número de pontos sem energia elétrica no Vale do Sinos

Em razão de temporal de sexta-feira, 110 mil consumidores foram afetados

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Segundo o levantamento mais recente da AES Sul, empresa responsável pela concessão de energia elétrica no Vale do Sinos, pelo menos 11 mil clientes seguem sem luz desde sexta-feira, em razão do temporal que atingiu a região. Pela manhã, ainda eram 15 mil.

De acordo com a concessionária, cerca de 110 mil consumidores ficaram desabastecidos no período e a previsão é normalizar o serviço até o fim da tarde desta segunda-feira, caso não ocorram outros eventos climáticos.

Mais de 800 profissionais da AES Sul estão trabalhando para atender às milhares de ocorrências de danos, a maior parte de reconstrução da rede elétrica. A cidade mais prejudicada pela falta de luz é Novo Hamburgo mas os municípios de Estância Velha, Campo Bom e São Leopoldo também estão com pontos sem energia elétrica.

Em razão da falta de luz, a Comusa Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo informou que a previsão é de que o abastecimento de água se normalize plenamente na cidade entre a noite de segunda-feira e a madrugada desta terça. Até as 12h de segunda-feira, 1% de toda a população atendida pela autarquia, cerca de mil famílias, permanecia sem o fornecimento normalizado nos bairros Canudos, Ideal, Petrópolis, Primavera e Rincão. Para alguns pontos, a Comusa fornece água com uso de quatro caminhões-pipa.

Em São Leopoldo, o Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae) relatou que também devido à falta de energia que ocorreu na Estação de Tratamento de Água 1, durante o final de semana, não foi possível tratar a água e realizar o bombeamento. Os reservatórios secaram, o que prejudicou o abastecimento. Os bairros Scharlau, Vila Tereza, Jardim América, Morro do Espelho, Cristo Rei, Padre Reus, Otacília, São João, Vila Batista, Feitoria e Madezzati tiveram falta de água. A situação deve ser normalizada até a noite desta segunda-feira.

Bookmark and Share