Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
19º 30º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Saúde

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/02/2014 23:36 - Atualizado em 03/02/2014 23:42

Cerimônia lançará Hospital Regional do Vale do Rio Pardo

Projeto deverá atender 150 mil pessoas de 11 cidades da região

O governo do Estado e a Prefeitura de Rio Pardo anunciam nesta quarta-feira, às 10h, defronte ao Hospital dos Passos, a implantação do Hospital Regional do Vale do Rio Pardo. O complexo atenderá às demandas de urgência e emergência em cirurgias eletivas e aos casos de alta complexidade em traumatologia. A perspectiva é garantir o serviço de saúde a 150 mil pessoas de 11 cidades de abrangência da 13ª Coordenadoria Regional de Saúde, excluindo apenas Venâncio Aires e Santa Cruz, que já têm as especialidades.

Para abrigar o complexo, o Hospital dos Passos se transformará em instituição municipal. O prefeito Fernando Schwanke explica que em 7 de novembro do ano passado foi assinado o contrato com a Irmandade de Caridade do Senhor Bom Jesus dos Passos, atual mantenedora do estabelecimento de saúde, para cedência da estrutura desde que o Estado emitisse a portaria garantindo o custeio dos serviços. A Comissão Intergestores Bipartite Estadual confirmou em janeiro último a aprovação do repasse mensal de R$ 2.499.334,64 para a implementação do Hospital Municipal, de abrangência regional, mediante transferência de recursos do Fundo Estadual de Saúde ao Fundo Municipal de Rio Pardo. Também deve haver aporte de verba federal.

O plano de custeio para a revitalização do estabelecimento prevê que o local passe à condição de Hospital Regional 100% SUS. As obras têm custo previsto de R$ 30 milhões, com a reforma da estrutura hoje em uso e aproveitamento dos prédios inacabados. Segundo Schwanke, estão previstos 180 leitos, e os serviços deverão desafogar a demanda reprimida da região. A gestão deverá ficar sob a responsabilidade de instituição federal especializada no setor.

O prefeito explica que o desenvolvimento do projeto começa já na quarta-feira, com a organização de escalas médicas, definição do quadro de funcionários e contratação de profissionais. Ele afirma que a expectativa é estar com a estrutura definida entre seis meses e um ano e com todo o complexo de atendimento implantado em dois anos. Schwanke diz ainda que há consenso entre os prefeitos da região sobre o projeto.


Bookmark and Share

Fonte: Otto Tesche/Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.