Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 04/02/2014
  • 16:47

Ministro norueguês gay viajará a Sochi, na Rússia, com o marido

Desde junho, uma lei russa pune com multas ou até prisão a "propaganda homossexual"

  • Comentários
  • AFP

O ministro da saúde da Noruega, Bent Hoie, que é homossexual declarado, anunciou nesta terça-feira que pretendia viajar a Sochi com o marido em março para assistir aos Jogos Paralímpicos de Inverno, em meio à controvérsia com a lei antigay adota recentemente na Rússia.

"Estarei presente nos Jogos Paralímpicos para apoiar os participantes noruegueses", declarou o ministro em e-mail enviado nesta terça-feira à AFP, confirmando sua intenção de ir a Rússia junto com o marido dos dias 14 a 16 de março.
Membro da coalizão conservadora que está no poder desde outubro na Noruega, Hoie, 42 anos, é casado com Dag Terje Solvang, diretor de uma agência de publicidade.

Desde junho, uma lei russa pune com multas ou até prisão a "propaganda homossexual" diante de menores, medida que levou muitas personalidades do mundo político e esportivo a pedir os boicote dos Jogos.

O presidente Vladimir Putin afirmou em janeiro que homossexuais não teriam "nada a temer" caso viajassem a Sochi, embora adotasse um tom irônico. "Podem vir tranquilos, mas deixem as crianças em paz", tinha alertado o líder russo.

A primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, que mantém boas relações com o governo Putin, já adiantou que pretendia assistir aos Jogos Olímpicos de Sochi, que acontecem dos dias 7 a 23 de fevereiro, indo na contramão de outros chefes de Estado ocidentais, como os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da França, François Hollande.

Bookmark and Share