Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 04/02/2014
  • 17:41
  • Atualização: 18:07

Falta de quórum impede votações no retorno do recesso na Assembleia

Pauta do dia incluía exame do veto do governador a cobrança única de pedágio

  • Comentários
  • Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Após o término do recesso parlamentar e a posse do presidente da Assembleia Legislativa em 2014, Gilmar Sossela, na última sexta-feira, não houve votações na primeira sessão plenária do ano, devido à falta de quórum. Apenas 26 parlamentares compareceram, o que não garantia a presença mínima necessária para deliberações.

Entre as 11 matérias previstas para serem votadas hoje, o veto do governador ao projeto de lei de autoria do deputado Carlos Gomes, do PRB, determinando cobrança única de pedágio para motoristas que passarem mais de uma vez por um trecho em um mesmo dia de viagem.

Agora, o veto deve ser apreciado somente na terça-feira da próxima semana. A tendência é de que seja derrubado, já que Tarso Genro perdeu aliados importantes, como o PSB e o PDT, e deixou de contar com maioria no Parlamento.

O autor da proposta, que pertence a um partido da base do governo, promete defender a iniciativa, contrariando os interesses do Executivo. Uma das possibilidades é de que diante de uma possível derrota, as bancadas favoráveis ao veto, como a do PT, se abstenham na votação.