Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 05/02/2014
  • 17:08

TRF4 mantém bloqueio na conta da Google Brasil por descumprimento de ordem judicial

Descumprimento pela empresa resultou na cobrança diária de R$ 50 mi

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou ontem  liminar em mandado de segurança impetrado pela Google do Brasil que pedia a suspensão de ordem judicial da 2ª Vara Federal de Curitiba. A Justiça Federal paranaense determinou que a Google fornecesse dados sigilosos de réus de investigações criminais que correm naquela unidade judiciária sob pena de multa.

O descumprimento pela empresa resultou na cobrança diária de R$ 50 mil. Os sucessivos bloqueios em sua conta levaram a Google a ajuizar o mandado de segurança com pedido de tutela antecipada para o cancelamento dos bloqueios.

Analisado em regime de plantão no tribunal, o pedido foi negado, levando a empresa a requerer nova análise da decisão. O relator do processo, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, entretanto, manteve a cobrança. Segundo o magistrado, “não há grave risco na demora em solver o mérito desta demanda, vez que a questão é de cunho econômico, reversível e a parte impetrante é mais que solvente”.

Gebran ressaltou que as consequências do descumprimento da ordem judicial já eram conhecidas da Google que, entretanto, optou pelo não cumprimento desta.

A decisão é válida até o julgamento do mandado de segurança pela 8ª Turma, ainda sem data marcada.

A 2ª Vara Federal de Curitiba expediu a ordem judicial a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que investiga crimes contra o sistema financeiro nacional naquele estado.

Bookmark and Share


TAGS » Justiça, Google