Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 06/02/2014
  • 07:54
  • Atualização: 08:17

Rússia não quer resolução humanitária sobre a Síria na ONU

Negociações entre o país árabe e as potências mundiais foram interrompidas na semana passada

  • Comentários
  • AFP

O embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin, afirmou na quarta-feira que Moscou é contrária a que o Conselho de Segurança da ONU adote uma resolução que peça mais acesso humanitário na Síria para os que precisam com urgência de alimentos e medicamentos. "É muito cedo", disse o diplomata.

Desde que as negociações foram interrompidas entre a Síria e as potências mundiais na sexta-feira passada sem resultados concretos, países ocidentais e alguns árabes que apoiam a oposição síria redigiram o texto da resolução que esperam levar à votação esta semana no Conselho, segundo diplomatas.

"Acreditamos que não é um bom momento para nenhuma resolução no Conselho de Segurança. Minha preocupação é que se existir uma resolução, será um esforço para politizar a situação", disse Churkin.

Ele pediu uma "aproximação pragmática" de Damasco, um aliado de Moscou. Churkin não revelou se a Rússia usaria o poder de veto para evitar a aprovação da resolução humanitária sobre a Síria, com fez em três oportunidades desde o início do conflito em março de 2011.

Bookmark and Share