Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/02/2014 13:36 - Atualizado em 06/02/2014 13:48

Rebeldes sírios dominam prisão e libertam centenas de presos

Rede de televisão estatal afirma que soldados da força de segurança frustraram o ataque

 Fumaça na prisão central de Aleppo, depois de um ataque aéreo relatado por forças do governo sírio durante combates com os rebeldes <br /><b>Crédito: </b> MOHAMMED AL-KHATIEB / AFP / CP
Fumaça na prisão central de Aleppo, depois de um ataque aéreo relatado por forças do governo sírio durante combates com os rebeldes
Crédito: MOHAMMED AL-KHATIEB / AFP / CP
Fumaça na prisão central de Aleppo, depois de um ataque aéreo relatado por forças do governo sírio durante combates com os rebeldes
Crédito: MOHAMMED AL-KHATIEB / AFP / CP

Os rebeldes sírios tomaram nesta quinta-feira o controle de grande parte da prisão central de Aleppo e libertaram centenas de detidos, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos, o que foi desmentido pela mídia estatal.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos declarou que membros da coalizão Frente Islâmica, dominada pela brigada Ahrar al-Sham e pela afiliada da Al-Qaeda Frente Al-Nusra, planejaram o ataque.

As Brigadas de "Ahrar al-Sham e da Frente Al-Nusra assumiram o controle de 80% da prisão de Aleppo e libertaram centenas de prisioneiros", indicou à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

No entanto, a rede de televisão estatal lançou um alerta afirmando que os soldados e as forças de segurança "frustraram um ataque contra a prisão realizado por grupos terroristas".

Abdel Rahman informou que o ataque rebelde começou com um atentado suicida realizado por um combatente da Al-Nusra na entrada principal da prisão.

"Um grande número de rebeldes atacaram em seguida a prisão", acrescentou.

A Ahrar al-Sham declarou que combatentes da oposição tomaram o controle total da prisão, informação confirmada pelo Centro de Mídia de Aleppo, um canal de jornalistas cidadãos.

Mas Abdel Rahman declarou que os combates ainda estavam em andamento no complexo, que supostamente abriga cerca de 3.000 presos, incluindo islamistas, ativistas e menores.

Rebeldes lançaram ataques contra prisões por meses, tentando, sem sucesso em várias ocasiões, tomar seu controle total.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.