Porto Alegre, quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014

  • 06/02/2014
  • 17:46
  • Atualização: 17:53

Aulas da Educação Infantil podem ser suspensas em função de greve

Falta de ônibus em Porto Alegre compromete locomoção de alunos e funcionários

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

As aulas nas 41 escolas de Educação Infantil de Porto Alegre, que começaram na terça-feira, podem ser suspensas, a partir da próxima semana, se a greve dos rodoviários persistir. A secretária da Educação, Cleci Jurach, orientou nesta quinta-feira os diretores a manterem as instituições de ensino abertas pelo menos até esta sexta. Se nada mudar, os 4,5 mil alunos de 0 a 5 anos podem ficar sem aula.

“As escolas devem garantir o atendimento às crianças, sobretudo àquelas cujos familiares não sabem com quem deixá-las enquanto estão no trabalho”, comunicou a secretária. Caso a ausência de funcionários e professores comprometa a qualidade da rotina escolar, o atendimento deve ser reduzido.

Cleci orientou os diretores a conversar com as famílias sempre que a escola enfrentar dificuldades geradas pela falta de transporte coletivo. O objetivo é informar que funcionários, monitores e professores também são prejudicados com a paralisação e esclarecer os pais sobre as medidas adotadas para superar o impasse. Em várias escolas, diretores e vice-diretores estão buscando os colegas em casa.

Bookmark and Share