Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
16º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/02/2014 22:02 - Atualizado em 07/02/2014 22:09

Parte da zona Sul está há dois meses com problemas de abastecimento

Baixa pressão da água é atribuída pelo Dmae à baixa pressão e vazamentos

Parte da zona Sul está há dois meses com problemas de abastecimento<br /><b>Crédito: </b> Paulo Nunes
Parte da zona Sul está há dois meses com problemas de abastecimento
Crédito: Paulo Nunes
Parte da zona Sul está há dois meses com problemas de abastecimento
Crédito: Paulo Nunes

Alguns moradores da Vila Nova, zona Sul de Porto Alegre, estão sem água há dois meses. Um dos lados da rua Silvino Oliveira está desabastecido desde dezembro; o outro lado não teve problemas por se tratar de outra rede. A dona de casa Mercina Lopes da Rosa, 52 anos, com uma conta de água na mão, desabafou: “Ficamos sem água e ainda temos que pagar a conta com um valor superior”.

Em dezembro ela pagou em torno de R$ 20,00. Em janeiro, foi R$ 36,00. A água só retorna, em pouca quantidade e com baixa pressão, por volta das 23h. O abastecimento permanece até as 11h, quando novamente as torneiras ficam vazias. “Não temos mais a quem apelar”, disse Mercina, após três tentativas de contato com o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae). “Falaram que a situação é normal. Mas, para mim, que estou sofrendo, não é.” Mercina foi hospitalizada com desidratação.

A filha Priscila, 23, acumula água da chuva em baldes e garrafas e não pode cozinhar, porque a água que vem, além de escassa, é suja. “Tem gosto ruim e cor escura. Usamos só para tomar banho de balde e lavar roupas”, comentou. Água para beber só é possível com a caridade alheia. O vizinho Paulo Roberto Silva, 53, contribuiu para que a família não ficasse sem água potável nesses 60 dias. Outra moradora, Elizete Justin da Silva, 48, também se encontra na mesma situação. “É uma vergonha e um desrespeito o que estamos passando.”

Segundo o Dmae, no local é baixa a pressão da água e há frequentes vazamentos nas tubulações. Nesta sexta-feira, ocorreu novo problema nos bairros Belém Velho e Vila Nova. Equipes estavam concentradas para o conserto na tubulação de 400 mm que rompeu pela terceira vez na semana na Vicente Monteggia.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.