Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 08/02/2014
  • 12:57
  • Atualização: 12:59

Rodoviários alertam para possível confronto com a BM

Categoria pediu para atuação dos policiais ocorrer a partir de terça

  • Comentários
  • Mauren Xavier / Correio do Povo

“A atuação da Brigada Militar, a partir dessa segunda-feira, nas garagens das empresas de ônibus de Porto Alegre poderá resultar em confrontos com os rodoviários”, afirmou neste sábado o integrante da comissão de negociação do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Coletivo Urbanos de Passageiros de Porto Alegre (STETPOA), Alceu Weber. Ele destacou que foi solicitada à Justiça para que a atuação da BM seja adiada por mais 24 horas, passando a valer apenas na terça-feira.

Segundo ele, assim, já haveria uma definição da assembleia geral, marcada para a noite de segunda-feira. “Queremos voltar 100%, mas precisamos esperar o resultado da assembleia”, enfatizou. O movimento também recebeu o reforço de integrantes de sindicatos de outros estados, como Brasília e Pernambuco. Na sexta-feira passada, a Justiça aceitou pedido do Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre para que PMs pudessem desobstruir as entradas de garagens das empresas, permitindo a saída daqueles trabalhadores que queiram trabalhar.

Com movimentação de pessoas reduzida em Porto Alegre, o sábado foi relativamente tranquilo. O número de lotações, vans escolares e transporte alternativo circulando era bem inferior aos demais dias. Mesmo assim, era possível encontrar pessoas à espera de algum tipo de transporte. “Estou tentando ir para o Centro para pegar as contas, já que os Correios também estão de greve, e tentar pagá-las, mas está bem difícil”, afirmou a moradora da vila Cruzeiro, Lilian Costa, que estava com a filha Larissa, esperando algum meio de transporte.

Bookmark and Share


TAGS » Greve, Ônibus