Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > País

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

12/02/2014 19:44 - Atualizado em 12/02/2014 19:46

Presidente Dilma recebe representantes do MST nesta quinta-feira

Manifestantes, em torno de 15 mil, protestaram nesta quarta-feira em Brasília

Manifestantes, em torno de 15 mil, protestaram nesta quarta-feira em Brasília<br /><b>Crédito: </b> José Cruz / ABr / CP
Manifestantes, em torno de 15 mil, protestaram nesta quarta-feira em Brasília
Crédito: José Cruz / ABr / CP
Manifestantes, em torno de 15 mil, protestaram nesta quarta-feira em Brasília
Crédito: José Cruz / ABr / CP

A presidenta Dilma Rousseff terá uma audiência com representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) nesta quinta-feira, informou nesta tarde o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. O encontro foi negociado pelo ministro com a direção do movimento, após mais de 15 mil pessoas ocuparem a Praça dos Três Poderes.

Carvalho recebeu uma carta com as principais reivindicações do MST das mãos do dirigente João Pedro Stédile. “O fundamental para eles de fato é a questão do assentamento das famílias que ainda estão embaixo de lona pelo Brasil afora”, disse o ministro.

• Manifestantes do MST entram em confronto com PM em Brasília
• Manifestantes do MST ocupam gramado em frente ao Congresso Nacional

O documento assinado pelo 6º Congresso Nacional do movimento informa que há “mais de 100 mil famílias acampadas debaixo da lona preta”, como ficam os sem terra esperando os assentamentos. Gilberto Carvalho, por sua vez, disse que o número é controverso. “Fala-se em 100 mil, em 120 mil, o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) diz que não é tanto. Nós não temos um número preciso, não há levantamento preciso”, disse.

O movimento informa que a média de famílias assentadas por desapropriações tem sido de 13 mil a cada ano, “a menor média após os governos da ditadura militar”. Segundo o ministro, há uma dinâmica na qual em alguns anos se avança mais, em outros menos. “No ano passado, de fato, foi um número menor de assentamentos”, admitiu Gilberto Carvalho.

O ministro iria colocar a presidenta a par da conversa com os representantes do MST após falar com os jornalistas. De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência, o encontro ocorrerá às 9h no Palácio do Planalto.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.