Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 12/02/2014
  • 19:50
  • Atualização: 19:58

MPF denuncia ex-prefeito de Alvorada e mais 19 na Operação Cartola

Político, servidores e empresários teriam usado companhia de marketing para desviar recursos

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul denunciou à justiça 20 pessoas acusadas de participar de fraudes na prefeitura de Alvorada, Região Metropolitana. Entre os envolvidos estão o ex-prefeito João Carlos Brum, servidores públicos municipais e empresários que contrataram com o poder público municipal. Ele são investigado pela prática dos crimes de formação de quadrilha, de responsabilidade e por contrariar a Lei de Licitações.

Os denunciados foram investigados pela chamada Operação Cartola, desencadeada pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado, na qual foi comprovado o desvio de recursos públicos federais oriundos do Fundef/Fundeb durante os anos de 2006 a 2009. Na época, os acusados se valeram de um contrato que a prefeitura de Alvorada mantinha com a empresa PPG (Planning Propaganda e Marketing Ltda.).

Por meio do contrato, segundo o MPF, os envolvidos geraram gastos e despesas públicas com a realização de serviços não contemplados em vez de abrir licitatação, segundo explicou o procurador da República Mark Torronteguy Nunez Weber. Com isso, os denunciados apropriaram e desviaram recursos federais compartilhando os “lucros” resultantes.

Bookmark and Share