Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
14º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/02/2014 07:26 - Atualizado em 13/02/2014 23:23

Empresas de energia recebem multas de R$ 154 milhões

Agergs constatou que não houve preparação para gerenciar a sobrecarga típica do verão

Agergs constatou que não houve preparação para gerenciar a sobrecarga típica do verão<br /><b>Crédito: </b> Marcello Casal Jr. / Agência Brasil / CP
Agergs constatou que não houve preparação para gerenciar a sobrecarga típica do verão
Crédito: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil / CP
Agergs constatou que não houve preparação para gerenciar a sobrecarga típica do verão
Crédito: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil / CP

Nos últimos 10 anos as concessionárias de energia elétrica (CEEE, RGE e AES Sul) foram multadas em R$ 154,7 milhões pela Agência Estadual de Serviços Públicos Delegados (Agergs). O motivo foi a má prestação de serviços, incluindo cortes de energia, erros de cobrança e não atendimento de clientes. Desse valor, R$ 80 milhões foram pagos e a diferença é questionada por meio de recurso contra a punição, informa o conselheiro presidente da Agência, Carlos Martins. Em 2013 as empresas foram obrigadas a compensar R$ 19 milhões das contas de energia de consumidores devido ao não fornecimento do serviço. Mesmo com os problemas pontuais causados por chuvas fortes, as interrupções da energia acontecem normalmente durante o verão.

No começo de 2014 duas empresas sofreram processos de fiscalização abertos pela Agergs: CEEE e AES Sul. Na primeira semana de janeiro a Agência reuniu as grandes concessionárias para apresentar seus planos de investimento e o planejamento para atender ao aumento natural do consumo de energia no verão. “Já na semana seguinte começamos a constatar que elas não se prepararam para gerenciar a sobrecarga típica da época”, observa Martins.

Os processos de fiscalização, conforme o presidente da Agergs, “certamente vão resultar em multas às duas empresas”. O valor oscila de 0,25% até 2% do faturamento da concessionária. Na avaliação da Agência a situação é crítica em fevereiro, no atendimento da população, em áreas como a parte Sul de Porto Alegre e em municípios como Cachoeira do Sul, Canguçu, Cristal, Santa Vitória do Palmar, Jaguarão, São Sepé, Guaporé e parte da zona rural de Caxias do Sul e de Dom Feliciano.

Bookmark and Share


Fonte: Heron Vidal / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.