Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 13/02/2014
  • 11:56
  • Atualização: 12:00

PF investiga participação de gerente dos Correios em assaltos na empresa

Crimes teriam ocorrido nas cidades de Araricá, Alto Feliz e Linha Nova

Foram apreendidos revólveres, roupas e perucas utilizadas nos assaltos | Foto: Divulgação Polícia Federal / CP

Foram apreendidos revólveres, roupas e perucas utilizadas nos assaltos | Foto: Divulgação Polícia Federal / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Polícia Federal (PF) prendeu na noite dessa quarta-feira o gerente de uma agência dos Correios suspeito de envolvimento em assaltos a unidades da empresa. A PF investiga a participação do servidor, de sua esposa e de sua irmã em roubos que ocorreram nas cidades de Araricá, Alto Feliz e Linha Nova. Há informações de que outros familiares do grupo tenham colaborado com os crimes.

O primeiro roubo ocorreu no final de 2012, em Araricá, no Vale dos Sinos. O gerente teria levado o dinheiro do cofre e simulado um falso assalto e comunicado para a polícia. A partir daí, houve a participação da esposa e da irmã do servidor, que se disfarçavam utilizando perucas para efetuar os roubos. A primeira ação das mulheres foi na própria agência do município, com a suposta “rendição” para o cometimento do crime. Desde então, o grupo praticou assaltos e tentativas em Alto Feliz, novamente na agência de Araricá, e em Linha Nova.

Na tarde dessa quarta-feira, em mais uma tentativa no município de Alto Feliz, as mulheres foram reconhecidas pelos funcionários da agência dos Correios que acionaram a Brigada Militar. A dupla foi abordada durante a fuga e conduzida para a Polícia Federal. Em depoimento, elas confirmaram a participação do gerente como “mentor” dos crimes. A partir daí, foi autorizada a busca na residência do servidor dos Correios, em Campo Bom, onde foi localizado um revólver.

O trio foi preso em flagrante por tentativa de assalto, posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa. No decorrer da investigação, poderão ainda responder por peculato, roubo e falsa comunicação de crime. O servidor, de 33 anos, trabalhava há dez nos Correios. Foram apreendidos dois revólveres, um calibre 38 com numeração raspada e um calibre 32, roupas e perucas utilizadas nos assaltos.

Bookmark and Share