Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/02/2014 20:21 - Atualizado em 13/02/2014 20:34

Prefeitura justifica demora nas obras por verba do PAC que não chegou

Apenas duas das dez obras pensadas para a Copa ficarão prontas antes do Mundial

Um mês depois da assinatura dos contratos que permitirão injetar recursos no conjunto de obras pensado, de início, para a Copa do Mundo, a prefeitura de Porto Alegre ainda espera a liberação dos valores. O secretário de Gestão, Urbano Schmitt, justifica a falta de dinheiro pelo ritmo das obras constatado pela reportagem, que observou poucos trabalhadores nos canteiros. "A força de trabalho não é total porque ainda não recebemos a última parcela de recursos. As obras estão andando; lógico, não no ritmo que gostaríamos", reconheceu.

O prefeito, José Fortunati, e o secretário assinaram no dia 14 do mês passado oito contratos de financiamento com a Caixa Econômica Federal, referentes aos valores de contrapartida necessários às grandes obras de mobilidade urbana em curso na cidade. Estão sendo aguardados R$ 425 milhões, quase metade dos R$ 890 milhões previstos até o momento para que tudo possa ser pago.

Das dez grandes obras pensadas de início para a Copa do Mundo, e que fazem parte dos oito conjuntos mostrados abaixo, somente o entorno do Beira-Rio - incluindo a duplicação da Edvaldo Pereira Paiva e o Viaduto Pinheiro Borda, o corredor de ônibus da Padre Cacique, as ruas transversais no entorno do estádio - e o viaduto ligando a rua Júlio de Castilhos à avenida Castelo Branco devem ser entregues antes do Mundial, em junho.

Há expectativa de problemas de locomoção durante a Copa por conta das obras que continuarão causando desvios no caminho do aeroporto até a área central de Porto Alegre. Os projetos todos só devem ser entregues no final de 2014 ou 2015. O caminho alternativo, que seria pela 3ª Perimetral, também seguirá com diversas intervenções.

Em meados do ano passado, o prefeito Fortunati retirou as obras do PAC da Copa. O recuo ocorreu bem no período de pressão de movimentos contrários ao investimento de dinheiro público para a realização da disputa esportiva. "Em qualquer lugar que se vai em Porto Alegre tem obras. Durante muito tempo não se teve recurso para esse tipo de investimento", ressaltou Schmitt.

Veja em detalhes os trabalhos nos conjuntos de obras:


Conjunto 1:
BRT - Avenida Protásio Alves - início março 2012
BRT - Avenida João Pessoa - início setembro 2012
BRT - Avenida Bento Gonçalves - início em março 2012
Custo: R$ 246,7 milhões
Segundo a Prefeitura, os três BRTs estão em plena execução.
Previsão de conclusão dos corredores: agosto de 2014

Conjunto dois:
Implantação de viaduto entre a Júlio de Castilhos e a Castelo Branco e implantação de estação de ônibus com acesso subterrâneo para eliminar o "X" da Rodoviária
Início: agosto de 2012
Custo: RS 31,5 milhões
Segundo a Prefeitura, a construção do viaduto da Júlio de Castilhos está em pleno andamento.
Previsão de conclusão: maio de 2014;
Estação Especial: Lançamento do Edital de Licitação para fevereiro. Não há prazo para conclusão

Conjunto três:
Duplicação da avenida Edvaldo Pereira Paiva e obras na avenida Padre Cacique:
Extensão de 5,8 km (Gasômetro até o Viaduto da Pinheiro Borda), ciclovia, estacionamento no trecho entre a Rótula das Cuias e a Usina do Gasômetro, ponte sobre o Arroio Dilúvio, implantação de viaduto
Início: julho de 2010
Custo RS 119,2 mihões;
Segundo a Prefeitura, os trechos 1 e 2 da avenida Beira-Rio (entre o velódromo - pista de bicicletas do parque Marinha e a Rótula das Cuias) estão praticamente concluídos; a ponte sobre o Arroio Dilúvio está concluída; o trecho 3 da avenida Beira-Rio (entre o velódromo e a Pinheiro Borda) está concluído. Trecho 4 da avenida Beira-Rio (entre a Rótula das Cuias e a Usina do Gasômetro) está em pleno andamento, com obra avançando na avenida Loureiro da Silva; o Corredor de Ônibus da Padre Cacique está em plena obra. Viaduto Pinheiro Borda em pleno andamento. A saída da última família que vivia no local, foi negociada, permitindo avançar mais a obra. As ruas A, B e C, próximas ao Beira-Rio, estão em execução. As vias A e C estão concluídas. A via B em fase de conclusão.
Previsão de conclusão: todas as obras do entorno do Estádio da Copa devem ficar prontas em maio.

Conjunto quatro:

Duplicação da Avenida Tronco - Reassentamento de 1,4 mil famílias
Início: outubro de 2012
Segundo a prefeitura, os trechos 1, 2, 3 e 4 estão em obras. A duplicação da Tronco ocorre em três frentes de obra: 1ª) nas avenidas Cruzeiro do Sul e Moab Caldas; 2ª) avenida Gastão Haslocher Mazeron; 3ª) Trecho da avenida Teresópolis, onde está sendo executada uma pista nova com a execução da pavimentação e de placas de concreto do futuro corredor de ônibus.
Custo: R$ 156 milhões;
Previsão de conclusão: em 2015

Conjunto cinco:
Prolongamento da avenida Severo Dullius
Início: setembro de 2011
Segundo a Prefeitura: em obras.
Custo: R$ 83 milhões;
Previsão de conclusão: 2015

Conjunto seis
Implantação de cinco obras de arte na 3ª Perimetral:
Passagem Subterrânea Viária av. Ceará sob av. Farrapos. Previsão de conclusão: 2015
Passagem Subterrânea Viária rua Anita Garibaldi sob av. Carlos Gomes. Previsão de conclusão: final de 2014
Passagem Subterrânea Viária av. Cristóvão Colombo sob av. Dom Pedro II. Previsão de conclusão: em 2015
Viaduto rua Salvador França / av. Aparício Borges x av. Bento Gonçalves. Previsão de conclusão: final de 2014
Viaduto av. Augusto Meyer / av. Carlos Gomes x av. Plínio Brasil Milano. Previsão de conclusão: em 2015
Início desse conjunto de obras ocorreu em janeiro de 2013
Custo: R$ 194,1 milhões

Conjunto sete:
Duplicação da rua Voluntários da Pátria;
- Trecho 1 - Autorizações judiciais foram concedidas para realizar as demolições dos imóveis desapropriados. Estão sendo realizadas as demolições para que a equipe de Arqueologia faça o trabalho de investigação. Depois disso, a obra prossegue.
- Trecho 2 - Dificuldade com as desapropriações, aguardando decisão judicial.
Custo: R$ 95,3 milhões
Início: agosto de 2012
Previsão de conclusão do viaduto: 2015

Conjunto oito:
Monitoramento Operacional de Corredores de ônibus:
Vai ser implantado em três corredores: avenida Tronco, Terceira Perimetral e Padre Cacique. Redes de fibra óptica transmitirão dados, além de infraestrutura de ITS (Intelligent Transportation Systems). O centro de controle vai ficar junto ao Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic).
Previsão de conclusão: 2015

Colaborou: TV Record e repórter Cristiano Soares



Bookmark and Share


Fonte: Samuel Vettori / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.