Correio do Povo

Porto Alegre, 28 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

14/02/2014 12:13 - Atualizado em 14/02/2014 12:52

Tempestade de neve causa mortes e paralisa Estados Unidos

Maioria das vítimas se envolveu em acidentes de trânsito

Forte tempestade de neve afetou o leste americano <br /><b>Crédito: </b> JOHN MOORE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP / CP
Forte tempestade de neve afetou o leste americano
Crédito: JOHN MOORE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP / CP
Forte tempestade de neve afetou o leste americano
Crédito: JOHN MOORE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP / CP

Uma forte tempestade de neve paralisou nesta sexta-feira o leste dos Estados Unidos, enquanto se desloca para o nordeste depois de ter deixado entre 16 e 18 mortos, segundo a imprensa local, e afetado milhares de pessoas.

Uma camada de neve, que em alguns locais alcança 60 centímetros de espessura, cobria as regiões leste e sul do país, enquanto em Washington, onde as pessoas pegaram seus esquis, o governo central suspendeu seus trabalhos. A imprensa americana contabiliza entre 16 e 18 falecidos, a maioria em acidentes de trânsito. Uma mulher grávida morreu depois de ter sido ferida por um limpa-neve, e seu bebê foi salvo por uma cesária, embora permanecesse em estado grave. Um homem, internado em um hospital psiquiátrico de Washington, foi encontrado morto na neve, segundo o prefeito da capital.

O Serviço Nacional de Meteorologia (NWS) advertiu que a tempestade perdia força sobre a costa leste, mas que "levaria um clima muito invernal ao nordeste", especialmente na região dos Apalaches e da Nova Inglaterra, perto da fronteira com o Canadá. Depois de um breve intervalo, novas nevascas e severas condições de inverno são esperadas sobre a costa leste no sábado. Os atrasos e cancelamentos de voos deverão prosseguir por vários dias. As companhias aéreas tentam solucionar a situação de uma grande quantidade de passageiros presos em aeroportos. No total, 6,85 mil voos foram cancelados na quinta-feira partindo ou chegando aos Estados Unidos, segundo o site especializado FlightAware.com. Mais de 3,8 mil voos foram reprogramados.

Este novo episódio de um inverno particularmente rigoroso para o leste americano afetou desde quarta-feira Geórgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte, antes de se dirigir ao norte. Mais de 2,3 mil militares da Guarda Nacional foram mobilizados na quinta-feira em sete estados - de Geórgia a Delaware - para ajudar os serviços de emergência, informou o Pentágono. Segundo o Departamento de Energia, 800 mil lares ou empresas ficaram sem eletricidade na tarde de quinta-feira em 11 estados das regiões sul e leste, dos quais 340 mil  na Carolina do Norte e do Sul. Em Washington a neve retornou na noite de quinta-feira, após um dia de chuva.

A circulação foi extremamente difícil pela quantidade de neve acumulada, de mais de 30 centímetros (mais de meio metro na periferia). Algumas pessoas inclusive tiraram seus esquis de casa. As escolas não terão aulas nesta sexta-feira. As portas dos escritórios públicos permaneceram fechadas na quinta-feira e poucos ônibus
circularam.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.