Correio do Povo

Porto Alegre, 3 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

16/02/2014 19:27 - Atualizado em 16/02/2014 19:29

Lei antigay em Uganda é passo para trás, diz Obama

Estados Unidos enviaram mais de 400 milhões de dólares em ajuda anual ao país

O presidente norte-americano, Barack Obama, alertou neste domingo que a aprovação da lei antigay em Uganda complicaria a relação entre os dois países. Segundo Obama, a lei que o presidente Yoweri Museveni pretende assinar representa "um passo para trás" para todos os ugandenses e não reflete o comprometimento do país de defender os direitos humanos. Nos últimos anos, os Estados Unidos enviaram mais de 400 milhões de dólares em ajuda anual ao país.

Obama disse que os EUA defendem a proteção de liberdades fundamentais e de direitos humanos universais, e acreditam que todas as pessoas deveriam ser tratadas igualmente. "É por isso que estou tão decepcionado com a promulgação da lei que vai criminalizar a homossexualidade em Uganda", disse em comunicado. Quando aprovada, a lei "será mais do que uma afronta e um perigo para a comunidade gay em Uganda, será um passo para trás para todos os ugandenses".

A homossexualidade já é considerada ilegal em Uganda devido a uma lei do período colonial que criminaliza atos sexuais "contrários à ordem da natureza".

Museveni disse na semana passada que pretende assinar a nova legislação, o que alarmou ativistas. A lei prevê prisão perpétua em casos "mais graves de homossexualidade". A definição engloba, por exemplo, atos sexuais em que um dos parceiros seja HIV positivo, sexo com menores de idade e reincidência de atos sexuais proibidos entre adultos.

Ainda não se sabe quando Museveni assinará a lei, aprovada por legisladores em dezembro. A medida tem grande apoio entre clérigos cristãos e parlamentares. Segundo eles, a lei é necessária para impedir que homossexuais do Ocidente "recrutem" crianças de Uganda. 

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.