Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

  • 20/02/2014
  • 12:44
  • Atualização: 13:00

Vento diminui no Litoral Norte, mas tom da água é chocolate

Cavalgada do Mar passou por Capão da Canoa

  • Comentários
  • Nildo Júnior / Correio do Povo

A intensidade do vento diminuiu no Litoral Norte nesta quinta-feira, mas a água do mar assumiu o conhecido tom chocolate dos gaúchos. O sol predominou nessa manhã em Capão da Conoa, que recebeu a 30ª edição da Cavalgada do Mar. 

A brisa incomodou alguns veranistas. Gabriela da Silva Huyer, 12 anos, reclamou: “Vento está muito forte. Não tentei nem molhar os pés na água." A mãe da menina, Mara Huyer, 49 anos, advogada, celebrou presenciar a cavalgada. "É bem legal, outros anos a gente via de longe, mas desta vez foi bem de perto," contou.

A aposentada Beli Bordignon, que tem haras e cria cavalos de corrida em Carazinho, achou "maravilhosa" a passagem dos cavalarianos pela orla. A enfermeira Rayssa Thompsom Duarte, 22 anos, acha bem interessante os cavalarianos manterem a tradição. “Estou curtindo a praia porque, tirando o mar, o resto esta ok", avaliou a mãe, Cláudia Thompsom, 49 anos, microempresária. 

O casal de aposentados argentinos, Ângelo Barros, 66 anos, e Amélia Prietto, 63 anos, ficaram surpresos com a passagem dos cavalarianos. “Não sabia que a cavalgada iria passsar, senão traríamos a filmadora. Gostamos muito dos animais”, disse ele. 

Bookmark and Share