Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 20/02/2014
  • 14:06
  • Atualização: 14:12

Casa Branca se diz ultrajada por tiros contra manifestantes na Ucrânia

Porta-voz afirma que Estados Unidos agirão de acordo com seus aliados europeus

Casa Branca convocou novamente o presidente Viktor Yanukovytch a retirar a Polícia do centro de Kiev | Foto: Sergei Supinsky / AFP / CP

Casa Branca convocou novamente o presidente Viktor Yanukovytch a retirar a Polícia do centro de Kiev | Foto: Sergei Supinsky / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A Casa Branca declarou nesta quinta-feira estar ultrajada pelos tiros das forças de ordem contra os manifestantes na Ucrânia e convocou novamente o presidente Viktor Yanukovytch a retirar a polícia do centro de Kiev.  "Estamos chocados pelas imagens de forças de ordem ucranianas disparando com armas automáticas contra os cidadãos", declarou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, ao mesmo tempo em que pediu que o Exército ucraniano "não se envolva em um conflito que pode ser resolvido por meios políticos".

"Convocamos o presidente Yanukovytch a retirar imediatamente as suas forças de segurança do centro de Kiev e a respeitar os direitos de protestar pacificamente e convidou os manifestantes a se expressar pacificamente", acrescentou Carney em um comunicado.  O porta-voz repetiu que "o recurso à força não resolverá a crise".

A Casa Branca afirmou que os "Estados Unidos agirão de acordo com seus aliados europeus para exigir que os responsáveis prestem contas pela violência, e para ajudar uma Ucrânia unida e independente pelo caminho de um futuro melhor".

Bookmark and Share