Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 20/02/2014
  • 16:25
  • Atualização: 16:41

Felipão tem nosso coração e nossa torcida, diz Dilma na abertura da Festa da Uva

Presidente disse Copa do Mundo será da diversidade e contra o racismo

  • Comentários
  • Correio do Povo

A presidente Dilma Rousseff vive o clima de Copa do Mundo. Na abertura oficial da Festa da Uva, em Caxias do Sul, ela pediu, antes do discurso, aplausos especiais para o técnico da Seleção, Luiz Felipe Scolari, presente no evento. Dilma disse que o Felipão tem o nosso coração e a nossa torcida.  Em seguida, agradeceu ao convite do prefeito de Caxias, Alceu Barbosa Velho, e comentou ter ficado muito feliz ao tomar conhecimento do tema da 30ª edição da Festa da Uva. "O que mais despertou o meu interesse foi o tema escolhido, Na alegria da diversidade".

Ela afirmou que a diversidade étcnica e cultural é a marca do País e que é isso que torna o Brasil uma nação forte e alegre. "A enorme capacidade em conviver com o outro, com a diferença é que faz a grandeza de um país", declarou. 

Ela citou o senador Paulo Paim como símbolo da nação que forma grande parte da população brasileira (africana). Lembrou que Caxias do Sul e a região da Serra no Estado tem na sua formação o trabalho de imigrantes. "Ao longo de nosso história, a receptividade que o nosso povo teve com os imigrantes é uma das nossas marcas", afirma Dilma, saudando os sobrenomes alemães e italianos do trio de soberanas da Festa da Uva. 

"Que o nosso futuro seja, cada vez mais, de bons frutos. Que a nossa diversidade étnica e cultural seja sempre a tônica da nossa vitalidade", disse no encerramento do seu discurso. Na sequência, a presidente foi visitar os pavilhões da Feira acompanhada de outras autoridades e cortar a fita simbolizando a abertura do evento.

Copa do Mundo

Dilma aproveitou para destacar a Copa do Mundo no Brasil. "A Copa é um  um momento especial onde os povos se encontram para uma disputa lúdica em que a marca deve ser o convívio harmonioso entre diferentes nações". Ao afirmar que o Brasil fará uma Copa da paz e que irá contemplar a diversidade, porque será uma Copa contra o racismo, o público presente interrompeu o discurso para aplaudir a presidente.

Relação com Caxias do Sul

A presidente disse que Caxias é um centro importante, que veio se desenvolvendo ao longo do tempo na produção de uva e vinho. Lembrou que é a terceira vez que participa da festa que reverencia e homenageia as raízes de Caxias.

Investimentos

A presidente Dilma Rousseff afirmou ser parceira da produção agrícola da região. Dilma reafirmou o compromisso do governo com os produtores de uva e vinho brasileiros e elogiou Caxias do Sul e a Serra Gaúcha como referência na produção de vinhos e sucos, que, segundo ela, vem ganhando qualidade e reconhecimento dentro e fora do País.
Dilma destacou ainda a publicação, no Diário Oficial de hoje, do novo preço mínimo de R$ 0,63 por quilo de uva, que irá vigorar na safra 2014/2015 e que, conforme acordado com o setor, é 10% superior ao vigente até agora, citou
o volume crescente de recursos alocados, a cada ano, no Pronaf, crédito de baixo custo e com prazos adequados. Ela ainda anunciou um novo campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RS em Caxias que terá capacidade para 1.400 alunos de vários cursos. Ela também liberou verbas para mobilidade urbana.


Bookmark and Share