Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
15º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

21/02/2014 12:13 - Atualizado em 21/02/2014 12:23

Banco é depredado pela quinta vez em protesto na Capital

Gerente de agência calculou prejuízo de R$ 2 mil

Cinco vidros da agência foram quebrados
Crédito: André Ávila

O protesto do Bloco de Luta pelo Transporte Público realizado nessa quinta-feira, em Porto Alegre, resultou na depredação de uma agência do Banrisul. Pela quinta vez, o banco localizado na avenida João Pessoa esquina com a rua Lobo da Costa, é alvo da ação dos manifestantes. Na manhã desta sexta-feira, funcionários realizavam a limpeza do local onde foram quebrados cinco vidros. O gerente Pedro Ramão calcula o prejuízo em cerca R$ 2 mil. “Com a ação rápida da Brigada Militar, os vândalos não conseguiram dessa vez depredar os caixa eletrônicos”, explicou.

Um adolescente de 17 anos foi apreendido durante o protesto em Porto Alegre, suspeito de ter quebrado os vidros da agência do Banrisul, na avenida João Pessoa. Segundo a Brigada Militar, o jovem portava um canivete e teria jogado as pedras e chutado a fachada da agência. Os manifestantes também causaram estragos no portão do espaço que já serviu como terminal de ônibus, na avenida Bento Gonçalves, na zona Leste da Capital.

Nesta sexta, equipes do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) recolocaram nas vias de Porto Alegre 150 contêineres. O trabalho da Divisão de Limpeza e Coleta foi realizado nas avenidas João Pessoa, Ipiranga e Borges e Medeiros. A remoção dos equipamentos havia sido determinada pelo Comando de Policiamento da Capital (CPC) da Brigada Militar em função do protesto.

O diretor-geral do DMLU André Carús, informou que a Divisão de Limpeza e Coleta realizou uma operação especial na madrugada de sexta-feira com caminhões para coletar resíduos orgânicos e domiciliares que normalmente são descartados nos contêineres. Segundo Carús, a retirada dos contêineres na quinta-feira ocorreu pelo grande número de casos de vandalismo registrados durante os protestos do ano passado. Na ocasião, os equipamentos retirados das três avenidas foram colocados em um depósito do departamento ao lado da Usina do Gasômetro.

Bookmark and Share


Fonte: Cláudio Isaías / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.