Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 24/02/2014
  • 15:36
  • Atualização: 15:51

EUA estaria espionando personalidades alemãs, diz jornal alemão

Governo americano não quis comentar o caso

  • Comentários
  • AFP

Os Estados Unidos se negaram a comentar nesta segunda-feira as afirmações segundo as quais seus serviços de inteligência espionam centenas de  personalidades alemãs, mas não desmentiram tais atividades. As informações publicadas na edição dominical do jornal "Bild" são mais uma prova das relações tensas entre a Alemanha e os Estados Unidos.

A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional reiterou que as agências americanas continuam a exercer suas funções normais. Afirmou que os órgãos de inteligência seguirão "reunindo informações sobre as intenções dos governos, ao contrário dos cidadãos comuns, de todo o mundo, exatamente como o fazem os serviços de inteligência de todas as outras nações". "Nós não vamos pedir desculpas porque nossos serviços são mais eficazes", disse.

O relatório divulgado a partir de Berlim afirma que 320 líderes políticos e empresariais na Alemanha são espionados pela NSA, incluindo o ministro do Interior, Thomas de Maizière. O jornal cita um funcionário da agência americana, que não quis se identificar, que afirmou que os espiões americanos tinham recebido ordens para não permitir que o fim da vigilância das comunicações de Merkel dificultasse a coleta de informações valiosas.

Bookmark and Share