Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/02/2014 18:54 - Atualizado em 25/02/2014 19:10

Prefeitura e BNDES vão assinar cooperação para metrô nesta quarta

Equipe do banco vai assessorar e dar apoio técnico na estruturação dos projetos

A Prefeitura de Porto Alegre e o governo do Rio Grande do Sul vão assinar nesta quarta-feira um Termo de Cooperação Técnica com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para análise, acompanhamento e apoio de uma equipe de técnicos do banco nos estudos referentes ao projeto do metrô da Capital.

O prefeito José Fortunati vai ao Rio de Janeiro para a assinatura do acordo e também para participar, como presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), de um encontro dos prefeitos na sede do BNDES, na capital fluminense.

A parceria foi anunciada em outubro de 2013 e estabelece que uma equipe do banco atue no assessoramento e na prestação de serviços técnicos especializados na estruturação dos projetos da Parceria Público Privada (PPP) do Metrô. O Termo de Cooperação qualifica o processo de implantação do metrô na cidade, pois o BNDES possui experiência e estudos necessários e indispensáveis para a consolidação de projetos desse tipo, entre eles o do Metrô de Curitiba. 

A data definitiva para entrega dos estudos e projetos do Metrô de Porto Alegre pelas empresas classificadas será no dia 10 de abril de 2014. Após esta data, a Comissão Técnica avaliará os projetos recebidos para subsidiar o futuro Edital de Licitação e Minuta de Contrato da PPP. O vencedor será responsável pelo projeto executivo, obra, operação e manutenção.

Será qualificado o projeto de metrô subterrâneo mais adequado, observando os seguintes critérios: menores custos de implantação e de operação, maior durabilidade e confiabilidade e menores impactos de obras, ambiental e urbanístico. O projeto deve considerar as mais modernas tecnologias e soluções disponíveis no mercado do transporte coletivo, métodos construtivos, tipo de trem, sinalização, segurança, acessibilidade e informação ao usuário, concepção de terminais, estações de integração com ônibus e outros modais.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.