Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 01/03/2014
  • 00:34
  • Atualização: 00:39

Polícia dispersa manifestantes com gás lacrimogêneo em Caracas

Ativistas enfrentaram a Guarda Nacional com pedradas e coquetéis molotov

Caracas teve novo dia tenso devido a protestos | Foto: Juan Barreto / AFP / CP

Caracas teve novo dia tenso devido a protestos | Foto: Juan Barreto / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Centenas de manifestantes da oposição enfrentaram, nesta sexta-feira, com pedradas e coquetéis molotov, militares da Guarda Nacional que tentavam dispersar a multidão com gás lacrimogêneo em uma avenida do leste de Caracas. Não há informações de feridos.

As forças da Guarda usaram jatos d'água e gás lacrimogêneo nos manifestantes, jovens em sua maioria e muitos deles encapuzados. Os ativistas instalaram dezenas de barricadas nos arredores da Praça Altarmira, principal palco dos protestos contra o governo em Caracas.

Os manifestantes lançaram uma chuva de bombas incendiárias nos militares em Altamira, no município de Chacao. "Houve atuação com gás dos corpos de segurança", disse o prefeito de Chacao, Ramón Muchacho, à emissora Globovisión.

Em Altamira, esse tipo de confronto tem sido registrado quase que diariamente no final do dia, desde 12 de fevereiro, quando houve uma grande marcha da oposição no centro de Caracas. Desde o início dos protestos, o serviço de saúde de Chacao atendeu mais de 100 manifestantes por ferimentos de bala, golpes, ou por problemas respiratórios causados pela inalação de gás lacrimogêneo.

Bookmark and Share