Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
13º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/03/2014 23:04 - Atualizado em 01/03/2014 23:25

Separatistas seriam autores de ataque em estação de trem na China

Atentado deixou 29 mortos e dezenas de feridos na estação de Kuming

Atentado na China deixou 29 mortos<br /><b>Crédito: </b> AFP
Atentado na China deixou 29 mortos
Crédito: AFP
Atentado na China deixou 29 mortos
Crédito: AFP

Separatistas da região Noroeste chinesa de Xinjiang teriam realizado o ataque a uma estação de trem que deixou 29 mortos e dezenas de feridos neste sábado, segundo a agência de notícias Xinhua, que cita o governo da cidade de Kunming. Segundo a agência, as evidências na cena do ataque (a estação de Kunming), por um grupo de pessoas vestidas de preto e armadas com facas, apontam para os separatistas de Xinjiang, uma vasta região povoada pela minoria uigur, em sua maioria muçulmana.

Vítimas descreveram os agressores como pessoas vestidas de preto entrando na estação na província de Yunnan, no sudoeste da China, e atacando indiscriminadamente. O ataque deixou 29 mortos e mais de 130 feridos, disse a Xinhua, citando autoridades locais. A polícia matou pelo menos quatro agressores.

Região tem casos de violência

Xinjiang é periodicamente atingido por ataques violentos entre moradores locais e forças de segurança, mas ataques como esse são raros em qualquer lugar da China. Pequim sustenta que o conflito em Xinjiang é causado por grupos terroristas que buscam um estado independente, uma explicação rejeitada por grupos de direitos humanos uigur que protestam contra a repressão da religião e discriminação econômica.

Bookmark and Share

Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.