Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 01/03/2014
  • 23:47

Mais de 140 mil ucranianos já imigraram à Rússia desde início da crise

Tensão militar cresceu na antiga república soviética mesmo após queda de presidente

  • Comentários
  • Agência Brasil

Mais de 140 mil pessoas deixaram a Ucrânia com destino à Rússia desde o início da crise política na antiga república soviética, segundo autoridades russas. “De acordo com dados do serviço de fronteiras, 143 mil pessoas deixaram a Ucrânia com destino à Rússia desde o início dos acontecimentos (no país)”, declarou o senador Evgueni Buchmin. Ele ressaltou que os dois países têm uma fronteira de cerca de 2 mil quilômetros.

A responsável do serviço federal das migrações russo, Valentina Kazakova, adiantou o mesmo número. “Os acontecimentos trágicos na Ucrânia levaram a um aumento considerável do número de pedidos dirigidos aos serviços migratórios regionais”, declarou Kazakova à agência de notícias oficial russa Itar-Tass. "Durante as duas últimas semanas de fevereiro, pelo menos 143 mil pessoas apresentaram um pedido. As pessoas estão confusas, assustadas e deprimidas”, acrescentou ela.

O governador da região de Briansk (na fronteira ucraniana), Nikolai Denin, declarou à Itar-Tass ter constatado um “fluxo de cidadãos ucranianos que pretende ficar na Rússia até que a situação na Ucrânia se normalize”. O governador da região de Rostov, Vassili Golubev, indicou ter observado também “um fluxo de cidadãos ucranianos na Rússia”.

Bookmark and Share