Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 06/03/2014
  • 10:28
  • Atualização: 10:55

EUA anunciam sanções contra Rússia

Confrontos na Ucrânia deixaram 100 mortos e 14 feridos, informou Ministério da Saúde

Confrontos na Ucrânia deixaram 100 mortos | Foto: Genya Savilov / AFP / CP

Confrontos na Ucrânia deixaram 100 mortos | Foto: Genya Savilov / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

O presidente Barack Obama ordenou nesta quinta-feira sanções contra "indivíduos e entidades" da Rússia que foram responsáveis por intensificar a instabilidade política na Ucrânia. A Casa Branca advertiu também que os Estados Unidos estão preparados para impor sanções adicionais aos russos, caso seja necessário.

• Confrontos na Ucrânia deixam 100 mortos e 14 feridos, diz governo
•  Parlamento da Crimeia decide fazer parte da Rússia
• Enviado especial da ONU abrevia missão na Crimeia

Em um comunicado divulgado pelo secretário de Imprensa, Jay Carney, o governo norte-americano impôs restrições de vistos a funcionários e indivíduos do governo russo e reflete "a decisão política de negar vistos aos responsáveis e cúmplices de ameaçar a soberania e integridade territorial da Ucrânia". O documento, no entanto, não divulga a identidade dos russos que estarão impedidos de entrar nos EUA.

Antes de adotar essas restrições, os EUA já haviam suspendido as discussões bilaterais com a Rússia, além de avisar que não vai comparecer na reunião do G7, marcada para o mês de junho, em Sochi.

"Procuramos trabalhar com todas as partes para alcançar uma solução diplomática que possa restaurar a soberania da Ucrânia. Convocamos a Rússia para aproveitar a oportunidade de recuar e resolver essa crise por meio de um diálogo direto e imediato com o governo ucraniano", ressaltou o comunicado da Casa Branca. Fonte: Market News International.

Bookmark and Share