Porto Alegre, sábado, 29 de Novembro de 2014

  • 06/03/2014
  • 11:41
  • Atualização: 12:05

Mais de mil cartões TRI são recolhidos por irregularidades na Capital

Maioria pertencia a pessoas isentas e foi vendida de forma ilegal

  • Comentários
  • Correio do Povo

Mais de 1,21 mil cartões do TRI foram apreendidos por irregularidades no sistema de bilhetagem eletrônica dos ônibus de Porto Alegre. Desses, 433 são de idosos e 777 são cartões de isenção de pessoas com deficiência ou do Vale Transporte. Os números foram divulgados nesta quinta-feira pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), que começou a fiscalização em setembro de 2012. 

Os cartões foram recolhidos por mau uso, como comércio ilegal nos terminais de ônibus. Além do bloqueio, os titulares dos cartões envolvidos em irregularidades são chamados para esclarecimentos. Para detectar esses casos, a EPTC conta com apoio do INSS e da Receita Federal, além da Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic), da Brigada Militar, das empresas de ônibus e de denúncias dos passageiros, via fone 156. 

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, afirmou que o trabalho prossegue para coibir as irregularidades: "Não podemos permitir fraudes no sistema, pois esses tipos de irregularidades contribuem para desequilibrar o sistema de ônibus da cidade, com reflexos até mesmo no valor da tarifa". No final de fevereiro, cinco pessoas foram presas por fraudes e comércio ilegal de cartões na área central, principalmente na Praça Parobé e Terminal Rui Barbosa.

Bookmark and Share