Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 06/03/2014
  • 13:05
  • Atualização: 13:08

Dilma lamenta morte de Sérgio Guerra

Morre o deputado Sérgio Guerra, ex-presidente nacional do PSDB

Morre o deputado Sérgio Guerra, ex-presidente nacional do PSDB  | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil / CP

Morre o deputado Sérgio Guerra, ex-presidente nacional do PSDB | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff lamentou nesta quinta a morte do deputado federal e ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra. "Foi com pesar que tomei conhecimento da morte do deputado federal Sérgio Guerra. Aos amigos e familiares, solidarizo-me neste momento de dor", disse a nota divulgada pela Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto.

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que recebeu com profundo pesar a notícia do falecimento do deputado e determinou que as bandeiras do Brasil que ficam em frente à Câmara e ao Senado fiquem a meio-mastro por três dias em sinal de luto.

“Sérgio Guerra foi uma referência como democrata e homem público em todos os cargos que exerceu. No Senado, onde cumpriu com dedicação mandato entre 2003 e 2011, Sérgio Guerra se destacou pela amizade e cordialidade com os seus pares. O povo de Pernambuco e o Congresso Nacional perdem muito com a ausência de Sérgio Guerra. Eu, particularmente, perco um grande amigo, com quem desfrutei inúmeros momentos de fraternidade e alegria”, destacou em nota à imprensa.

Ainda segundo Calheiros, um requerimento de voto de pesar será votado na sessão plenária de hoje, 6, com a solicitação de um minuto de silêncio em homenagem a Guerra. Por meio de redes sociais, vários políticos também lamentaram a morte do deputado.

"O Democratas manifesta profundo sentimento de perda pelo falecimento de Sérgio Guerra, valor inestimável de combatividade e espírito público", ressaltou o presidente nacional do DEM, senador Agripino Maia (RN). 

Bookmark and Share