Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 06/03/2014
  • 16:39
  • Atualização: 17:00

RS tem o maior número de autuações por embriaguez em estradas federais

Número de mortes nas estradas caiu 6% em comparação com o Carnaval 2013

  • Comentários
  • Agência Brasil

Durante o feriado de carnaval, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, em todo o País, a prisão de 406 pessoas por dirigirem embriagadas. O estado com maior número de autuações por esse motivo foi o Rio Grande do Sul, com 213 casos e 27 prisões. O estado com maior número de prisões por embriaguez ao volante foi o Mato Grosso, com 42 casos em meio a 80 autuações.

Em relaçao ao número de acidentes, a PRF contabilizou, nos 70 mil quilômetros de rodovias federais, 3.201 acidentes, 1.823 feridos e 155 mortes, entre a meia-noite de sexta-feira e a meia-noite da quarta-feira de Cinzas. Com isso, houve redução de 9% no número de acidentes, de 16% na taxa de feridos e de 6% no índice de óbitos, na comparação com o carnaval do ano passado. É, segundo a entidade, o terceiro ano consecutivo de redução desses números.

No carnaval de 2013 foram registrados 42,7 mil acidentes por milhão de veículos da frota nacional. O número foi reduzido para 38,8 mil por milhão em 2014. No mesmo período, o número de feridos por milhão de veículos caiu de 26,2 para 22,1 por milhão e o número de mortos caiu de 2 por milhão para 1,8 por milhão.

Entre as principais causas de acidentes apontados pela PRF no período estão embriaguez ao volante, ultrapassagem proibida e excesso de velocidade. As colisões frontais lideram o ranking de mortes, com 43% dos casos, em 61 acidentes. Em segundo lugar estão os atropelamentos (22 acidentes), colisões transversais (15 acidentes) e saídas de pista (14 ocorrências).

Pouco mais de 217 mil veículos foram fiscalizados e cerca de 200 mil pessoas foram abordadas, entre condutores e passageiros. Praticamente 70 mil testes de alcoolemia (níveis de álcool no organismo) foram feitos. Deste total, 1,65 mil condutores foram autuados por dirigir sob efeito de álcool. Alguns deles foram autuados mesmo tendo se recusado a soprar o etilômetro.

Em nota, a PRF informa que os esforços para a redução de acidentes nas rodovias federais – feitos a partir de dezembro de 2013 – têm apresentado resultados positivos. Em especial, devido às ações de conscientização dos condutores sobre os riscos a que estão submetidos.

Bookmark and Share