Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
25ºC
Amanhã
20º 32º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/03/2014 12:25 - Atualizado em 07/03/2014 12:32

Brasileiro passa mais tempo na internet do que assistindo à TV

Estudo do Ibope apontou que 66% dos brasileiros nunca ouviram "A voz do Brasil"

O brasileiro passa mais tempo acessando a internet que usando a televisão ou ouvindo o rádio, conforme constatou pesquisa encomendada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom). O Ibope ouviu 18.312 pessoas em 848 municípios entre os dias 12 de outubro e 6 de novembro de 2013, para coletar os dados que compõem a "Pesquisa brasileira de mídia 2014 - Hábitos de consumo de mídia pela população brasileira". De acordo com o governo, o objetivo é subsidiar a elaboração da política de comunicação do Executivo federal.

Segundo o estudo, a média de uso de internet de segunda a sexta-feira é de três horas e 39min, mais que o tempo dedicado à televisão (três horas e 29 minutos), ao rádio (três horas e sete minutos) e aos jornais impressos(uma hora e cinco minutos).

A média de uso de internet sobe para três horas e quarenta e três minutos nos finais de semana, mais que o tempo dedicado à televisão (três horas e trinta e dois minutos) e ao rádio (três horas). A pesquisa não informa o tempo dedicado à leitura de jornais impressos nos finais de semana.

Segundo a sondagem, apesar dos usuários de internet passarem mais tempo na web do que os usuários de televisão passam assistindo a programas na telinha, a capilaridade da TV é muito maior que a da internet nos lares brasileiros: apenas 3% dos entrevistados afirmaram não assistir nunca televisão. No caso da internet, 53% dos entrevistados afirmaram não ter o hábito de acessar a rede mundial de computadores.

66% dos brasileiros nunca ouviram Voz do Brasil

Uma pesquisa encomendada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) constatou que 66% dos brasileiros nunca ouviram o programa radiofônico "A voz do Brasil". A proporção de não ouvintes do programa é maior entre mulheres (70%) que em homens (61%).

Dos entrevistados que conhecem "A voz do Brasil", 50% avaliaram o conteúdo do programa como "ótimo", 19% o consideraram "regular" e 12%, "ruim ou péssimo".

O Congresso Nacional discute projeto de lei para flexibilizar o horário do programa, que foi criado em 1935 pelo então presidente Getúlio Vargas. A flexibilização do horário é defendida pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). Por determinação legal, o programa deve ser veiculado em todas as rádios do País a partir das 19h.

Bookmark and Share  

Fonte: AE





» Tags:Internet TV

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.