Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Transporte Público

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/03/2014 13:30 - Atualizado em 07/03/2014 13:49

Usuários reclamam da falta de informação sobre a paralisação dos ônibus

Grupo de rodoviários impede a saída de veículos das garagens da Trevo e VTC nesta sexta

Agentes da EPTC orientam os usuários<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Agentes da EPTC orientam os usuários
Crédito: André Ávila
Agentes da EPTC orientam os usuários
Crédito: André Ávila

A manhã desta sexta-feira foi de transtorno para alguns usuários do transporte coletivo de Porto Alegre. A paralisação dos rodoviários da Trevo e da VTC, que impede a saída dos veículos das garagens, pegou muita gente de surpresa. Nos terminais das duas empresas na avenida Salgado Filho, no centro da Capital, o clima entre a população era de revolta e indignação. Os ônibus da Carris que foram cedidos para atender as linhas da zona Sul saíram lotados. Além disso, foi permitido que as lotações transportassem pessoas em pé para tentar suprir a demanda.

A falta de informação foi a principal queixa dos usuários. “Ninguém prestou uma informação sobre o que estava acontecendo. É um total desrespeito com o usuário”, lamentou, a auxiliar administrativa Maria Cristina Antunes, moradora do bairro Partenon e que trabalha na zona Sul da cidade. Depois de ficar 45 minutos no terminal da Juca Batista, ela conseguiu embarcar em um ônibus da Carris - colocado para atender a linha da zona Sul.

Empresas de ônibus aguardam BM para liberar garagens na Capital
Rodoviários bloqueiam garagens de ônibus na Zona Sul de Porto Alegre

A arquivista Joana da Silva, moradora do Centro, lamentou o fato de chegar atrasada no serviço. “Existe uma preocupação com a Copa do Mundo. Mas, temos problemas sérios com o transporte público, saúde e educação e ninguém resolve estas questões”, comentou. Para Joana, é incompreensível o usuários ficar mais de uma hora na parada e ninguém prestar qualquer informação sobre o que estava ocorrendo.

Por volta das 8h, agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) começaram a informar a população sobre a paralisação dos ônibus.

Bookmark and Share


Fonte: Cláudio Isaías / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.