Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 08/03/2014
  • 01:10
  • Atualização: 01:42

Avião desaparecido na Malásia pode ter pousado no sul da China

Aeronave com 239 passageiros sumiu dos radares na noite desta sexta-feira

Em Pequim, o desespero toma conta do aeroporto | Foto: Mark Ralston  / AFP / CP

Em Pequim, o desespero toma conta do aeroporto | Foto: Mark Ralston / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A companhia aérea Malaysia Airlines divulgou novo comunicado na madrugada deste sábado (horário de Brasília) onde lamenta o desaparecimento de um avião da empresa, que seguia da Kuala Lumpur para Pequim com 239 pessoas a bordo. Segundo a nota, as autoridades investigam a hipótese de que o avião possa ter pousado em Nanming, no sul da China.

Uma lista com o número de passageiros por nacionalidade que estavam no vôo também foi divulgada. A maioria é da China – seriam 152, além de uma criança – mas há ainda outros 38 passageiros da Malásia, 12 da Indonésia, sete da Austrália, três da Frânça e outros outros três dos Estados Unidos, um deles uma criança, dois da Nova Zelância, da Ucrânia e do Canadá, e um passageiro da Rússia, Itália, Taiwan, Holanda e  Áustria.

A aeronave era tripulada pelo Capitão Zaharie Ahmad Shah, um malaio de 53 anos com um total de 18.365 horas de voo. Ele é funcionário da companhia desde 1981.

Um oficial do governo vietnamita revelou que o vôo passaria ao controle de tráfego aéreo da cidade de Ho Chi e que, devido ao ocorrido, o Ministério da Defesa do país lançou uma operação de busca e resgate em coordenação com autoridades malaias e chinesas.


Bookmark and Share