Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
20º 34º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/03/2014 15:00 - Atualizado em 11/03/2014 15:05

Temer elogia frase de Dilma após reunião de "pacificação" do PMDB

Presidente da República em exercício destacou que seu partido "apoia e ajuda o governo"

O presidente da República em exercício, Michel Temer, mostrou satisfação nesta terça-feira com a declaração da presidente Dilma Rousseff, feita no Chile, de que o PMDB “só dá alegrias” para seu governo. “Ela foi muito explícita na frase”, disse Temer, após participar de reunião do partido de pacificação.

"Tivemos bons diálogos, boas conversas, sempre com vistas à pacificação absoluta", disse ao sair do encontro. "A presidente foi clara. O PMDB só dá alegrias mesmo para o governo. Apoia o governo e ajuda o governo", acrescentou.

Dilma fez a declaração sobre o PMDB durante entrevista em Viña del Mar, no Chile, onde participa das cerimônias de posse da presidente eleita Michelle Bachelet. "Olha aqui, vou te falar uma coisa: o PMDB só me dá alegrias", disse sobre o partido que é um dos mais importantes da base aliada e tem demonstrado insatisfação com o governo.

Nessa segunda, Dilma se reuniu com lideranças do partido para discutir a formação de alianças regionais entre o PMDB e o PT para as eleições de outubro. As duas legendas trabalham garantir o maior número de alianças possível no próximo pleito. No encontro, Dilma admitiu a possibilidade de o PT abrir mão de candidaturas próprias ao governo de seis estados – Maranhão, Goiás, Alagoas, Paraíba, Tocantins e Rondônia – em favor do PMDB, em uma tentativa de melhorar a relação entre os dois partidos.

Líderes do PT e do PMDB farão mais reuniões para continuar negociando alianças para as eleições deste ano.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.