Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 11/03/2014
  • 22:42
  • Atualização: 22:53

Kiev não intervirá na Crimeia para se concentrar na fronteira leste

Presidente Olexandre Turtchynov considerou farsa referendo de anexação à Rússia da região

 | Foto: Kiev (AFP)

| Foto: Kiev (AFP)

  • Comentários
  • AFP

A Ucrânia não intervirá militarmente na Crimeia para evitar a anexação da península à Rússia, e se concentrará na defesa de sua fronteira leste, declarou nesta terça-feira à agência de notícias AFP o presidente ucraniano interino, Olexandre Turtchynov. "Não vamos nos envolver em uma operação militar na Crimeia para não deixar desprotegida a fronteira leste da Ucrânia. Os militares russos estão contando com isso", disse Turtchynov em entrevista exclusiva.

Ele destacou que os russos rejeitam qualquer contato com a Ucrânia para encontrar uma solução à crise na península separatista, ocupada por forças pró-Rússia. "Desgraçadamente, a Rússia rejeita qualquer solução diplomática para este conflito. Os russos renunciam a qualquer contato entre os ministérios das Relações Exteriores", apesar da insistência da comunidade internacional, que "pede à Rússia o início de negociações de paz", declarou.

Sobre o referendo para a adesão à Rússia, que será realizado neste domingo por decisão das autoridades separatistas da Crimeia, Turtchynov estimou que a votação será uma "farsa" decidida nos "gabinetes do Kremlin". Para ele, o resultado já está decidido, os "militares russos" vão preencher os boletins com "cifras falsas".

Bookmark and Share