Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 12/03/2014
  • 18:29
  • Atualização: 18:55

Jorge Hage diz que encara convocação na Câmara com tranquilidade

Ministro-chefe da CGU foi chamado para esclarecer supostas irregularidades em convênios de ONGs

  • Comentários
  • AE

Convocado pela Câmara dos Deputados para prestar esclarecimentos sobre supostas irregularidades em
convênios de ONGs, o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, afirmou nesta quarta-feira que encara a convocação com "absoluta normalidade e tranquilidade". "Atenderei à convocação sem nenhum problema, é uma questão só de definirmos data e hora", afirmou Hage a jornalistas, após deixar seminário em Brasília.

Numa única tacada, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou a convocação de quatro ministros de Estado da presidente Dilma Rousseff. Além de Hage, também foram convocados o ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT); da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. A aprovação das convocações seria mais uma retaliação do chamado "blocão", grupo informal de deputados da base insatisfeitos com a articulação política conduzida pelo governo.

Carvalho também deverá ser questionado por deputados sobre o patrocínio da Petrobras, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Caixa Econômica Federal a um evento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), numa marcha que terminou em confronto com a Polícia Militar do Distrito Federal. 

Bookmark and Share